Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

meu rei magro

Sua pele marrom parece da cor do manto
que eu preciso
meu vestido que busco em vão no cabide
e não duvide: nada acho
Embaixo, no térreo de mim onde mora meu ouro coração
bate latejante meu amante escolhido de tanta amizade
me invade namorado da estação
Queria um retalho deste cetim só pra cobrir meu revés
ah, cheirar à mirra e ir visitar meu magro mago rei
E em vez de anfitriã ser romã da sua boca
a teus pés.

mais uma vez, a Lucinda

A morte da cachorra Baleia

"Baleia queria dormir, e acordaria num mundo cheio de preás"

Qual é o gosto do morango?

Imagem
Descreve pra mim, que gosto tem o morango? E a carambola?





Tem coisas que não se descreve, só se saboreia.

Fado madrinha

Eu estava atravessando a Consolação, naquela faixa de pedestres que se atravessa em duas etapas, ou correndo pra não ser atropelada. Eu e mais centenas de estudantes.

Eu ia atravessar a Consolação depois de dois abraços num homem, uma troca de email, um coraçãozinho disparado.

Estava prestes a atravessar a Consolação quando chega um moço loiro com nariz de palhaço e boca com batom, me chamando de menina linda, se eu podia ajudar que ele era portador e estava vendendo uma revistinha.

Desisti de atravessar a Consolação. Ofereci um cigarro e ele disse que tava tratando uma tuberculose. Ele me perguntou porque eu sorria tanto, se era sempre tão simpática e eu disse que acabara de me despedir deste homem e que estava encantada.

Começamos a atravessar a Consolação, o sinal ficou verde, enquanto eu separava as moedas ele me desejou sorte com meu novo amor e disse que eu devia passar sombra violeta nos olhos, pois meu nariz era pequeno e ia ficar bonita.
O INTRUSO
No meio da reunião
seu pau emerge são
por entre a lembrança
e por entre minhas pernas
Opiniões, discussões, anotações
perguntas e vozes
voam gaivotas em volta de ti, meu amor
que invadiu sem cerimônia
prédio, seus andares e salões
Perguntam-me prata?
preto?
branco?
ouro?
Respondo touro, sim
touro em mim
a lembrança, o gosto
e a reunião por um triz
Ai Búfalo, Bis!

* poesia apareceu pra mim quando abri o livro com saudades de um taurino