Ela eu, ela ela ela, ela ela eu

Quando Zizou nasceu ela não tinha bolas.

Pequenininha eu a vi, ainda sem estar certa de querer ter um gato, chamei-a por esse nome; ela parou de mamar e me olhou. Descobri que era o meu bicho.

O nome vinha do jogador argelino, Zidane, um menino. O apelido, Zizou, podia servir para meninas, mas já predizia a confusão.

Agora, com três meses, quase não restam dúvidas. Zizou é um menino: brinca de lutinha, gosta de morder, de azul e tem inegáveis bolinhas.

Ainda que incerto seu real gênero, o nome Zizou continua servindo para os dois.

Comentários

Bia disse…
Continua a coisa mais fofa do mundo!!

bjão, Ghata!
Anônimo disse…
como dizem o argentinos:
"Lo importante es que venga con salud!"
Que amor!

Mas de quem é a voz ao fundo? Aquela que diz: "Se eu me jogar da janela, quem morre: você ou eu?!" Foi ele quem perguntou?! Difícil responder... rs

Otra cosa: o nosso He'sBollah aqui de casa pode dar umas aulas de Muai Tai e dribles desconcertantes a Zz. Acho que precisará.

bjs
>>>
James disse…
Na dúvida, Zizou vira um drag-cat! Sou uma pessoa mais de cachorros, mas não dá para negar que Zizou merece uns dois minutinhos de coçadinha de barriga! E bateu uma saudade de dar um pulo aí de repente para tomar aquele cervejinha....

Postagens mais visitadas deste blog

Superstição!

Árvore da Vida, do Klimt