Homenagem à minha 'essência mineral'

que hoje faz aniversário....

“Segundo ele, o corpo era feito de tempo. Acabado o tempo que nos é devido, termina também o corpo. Depois de tudo, sobra o quê? Os ossos. O não-tempo, nossa mineral essência. Se de alguma coisa temos que tratar bem é do esqueleto, nossa tímida e oculta eternidade”

do Mia Couto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Superstição!

Árvore da Vida, do Klimt