Sobre o clássico buteco

Um dia um amigo pensou no emprego dos sonhos...rodar o Brasil mapeando os butecos mais butecos do país, e fazer um guia para aficionados como muita gente que eu conheço.
Pra começar boteco não tem nada a ver com aquilo que se encontra na Vila Madalena, uma reles imitação, aquilo são “barzinhos”.
Em um buteco clássico consegui identificar alguns elementos, mas comentem se me esqueci de algo...

. Mesinhas de plástico ou ferro de marcas de cerveja, nunca nada mais confortável que isso
. Máquinas de caça-níquel com o som alto, para vc escutar o pin-pin o tempo todo
. Vende cigarro
. Tem uma juke box com o som no último, com o melhor do pagode e do brega
. A maioria dos freqüentadores são homens
. Tem uma santa escondida em algum lugar
. Tem patuás perto do caixa, sempre um balcão de vidro, com doces e quiquilharias
. Rola um samba escondido da polícia de vez em quando
. Tem o melhor dos petiscos, desde picanha até tremoço (que eu adoro)
. Garçons muito ágeis, que logo ficam amigos
. Tem saidera sagrada, fato que não ocorre em qualquer barzinho
. Tem pôsteres de algum time quase sempre do Timão, de alguma mulher bonita meio pelada
. Mas a maioria da decoração é de mulheres bonitas meio peladas ao lado de marcas de cervejas famosas...
. Tem banheiros que vão ficando cada vez mais sujos e molhados e sem papel
. Dá pra pedir um rolinho de papel para o garçom amigo
. Dá pra usar o banheiro dos homens na emergência

. Sempre alguém vai começar a dançar, muito bem, um sambinha de dois ou um forró.

Se tem mais eu esqueci

Comentários

Anônimo disse…
Faltou a cRássica mesa de sinuca toda torta.
E aquelas frases que sempre têm nos butequildos?

"Fiado só amanhã"
"Corno é..."
"Mulher é quinem..."
postman disse…
E a boa companhia, Cuca, você esqueceu da boa companhia que é imprescindível em qualquer boteco que se preze! Que é para falar merda, compartilhar ansiedades e esperanças, lembrar das boas asneiras do passado e trocar planos em comum.... Que é o que a gente tá precisando fazer, não? Aguarde!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Superstição!

Árvore da Vida, do Klimt