Váááááárias do dia de hoje

Vááááárias coisas pra comentar, outras eu nem comento. Pra facilitar a atualização do querido leitor vou escrever em itens; minha cabeça ta desorganizada, minha vida está corridíssima, mas eu gosto mesmo disso.

1. Depois de 3 anos, 170 páginas, 48 notas de rodapé, 45 livros na bibliografia, 1 viagem, 1 cirurgia, 3 amores, 3 casas, 4.219 crises, 2 semanas de insônia, 9 fitas de vídeo com imagens gravadas, 5 fitas com entrevistas, 7 versões quase finais, 8 cópias encadernadas em espiral, 2 ônibus até a usp, 1 assinatura, EU VOU DEPOSITAR NA SEXTA-FEIRA. Sem mais.

2. Constatei hoje: como pude viver tantos anos sem a voz da Na Ozzetti? Estou obcecadamente ouvindo na amiga rádio uol a música que diz coisas tão bonitas, ( mesmo que não tenha sido ela quem escreveu, quem “diz” é ela)

“De um lado vem você com seu jeitinho

Hábil, hábil, hábil

E pronto!

Me conquista com seu dom”
(...)
“Um método de agir que é tão astuto

Com jeitinho alcança tudo, tudo, tudo

É só se entregar, é não resistir, é capitular”
(...)
“No site o seu poder provoca o ócio, o ócio

Um passo para o vício, o vício

É só navegar, é só te seguir, e então naufragar”

Acho que deu pra entender, então, sem mais.

3. O que não deveria comentar...
trecho da reportagem sobre o São Paulo Fashion Week na Folhasp, por Erika Palomino despejando tudo o que entende do mundo da moda. Me impressiona a capacidade de teorizar sobre a futilidade...

“Dando prosseguimento a seu novo espírito romântico e lúdico, Herchcovitch mostrou praticamente um passeio na floresta, com decoração de acrílico no contra-luz dos janelões da Bienal: unicórnios, cavalos-marinhos, cogumelos, corações e flores”

Até tem mais, mas estou com preguiça.

Comentários

Cris disse…
PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Cuquis, estou sentindo inveja (boa, azul) de você. Que alívio, não? Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Superstição!

Árvore da Vida, do Klimt